COTIDIANO

Você sabe o que é FPIES?

9 de setembro de 2014

O que é a Síndrome da Enterocolite Induzida Por Proteína Alimentar (FPIES)?

Síndrome da Enterocolite Induzida Por Proteína Alimentar ou Food Protein Induced Enterocolitis Syndrome (FPIES) é uma reação alérgica do sistema gastrointestinal. Os alérgenos mais comuns são leite de vaca e a soja, mas qualquer alimento (mesmo aqueles supostamente hipoalergênicos, p.ex. arroz, aveia) podem causar uma reação FPIES. Normalmente começa no primeiro ano de vida.

Diferentemente da maioria das Alergias Alimentares, as reações FPIES começam 2 horas após a ingestão do alimento gatilho. Se caracterizam por vômitos abundantes e diarreia. Aproximadamente 20% dos casos, a criança, terá uma reação tão grave ao alimento, que entrará em choque hipovolêmico e precisará ser levada ao Pronto-Socorro para tratamento imediato. Por volta de 75% das crianças apresentarão episódios AGUDOS no diagnóstico, enquanto 25%, terão sintomas CRÔNICOS, que se resolvem após evitar o alimento por aproximadamente 1 semana.
Diagnóstico

Na maioria das Alergias Alimentares os testes padrão de pele e de sangue para IgE específico são válidos. Na FPIES, esses exames são negativos. Portanto, um histórico cuidadoso e exames clínicos são a chave para o diagnóstico.

Durante a reação aguda, exames laboratoriais podem mostrar uma elevada contagem de glóbulos brancos com aumento de neutrófilos e eosinófilos, contagem elevada de plaquetas, anemia (baixa contagem de glóbulos vermelhos) ou baixa albuminia, em particular nos casos crônicos. Em reações agudas graves, os pacientes podem desenvolver metemoglobinemia.
História Natural

FPIES aparece tipicamente antes dos 6 meses de idade, em bebês alimentados por fórmulas, com vômitos repetitivos e abundantes, diarreia, desidratação e letargia. Os sintomas ocorrem de 1 (uma) a 5 (cinco) horas após a ingestão do alimento gatilho.

Os gatilhos mais comuns são: leite de vaca; soja e arroz. Outros alimentos têm sido relatados: aveia; cevada; frango; peru; claras de ovos; ervilhas; amendoim; batata doce; proteínas de frutas; peixes e moluscos. Porém, FPIES é possível com qualquer alimento.

Em média, 60-90%, das crianças com FPIES, superam a patologia aos 3 (três) de idade. Entretanto, existem algumas crianças que continuam com FPIES até a adolescência.
Tratamento

Para FPIES Aguda, hidratação endovenosa é normalmente necessária. Não existe terapia curativa até o momento. Evitar terminantemente o alimento causador é a conduta a ser seguida. Uma dieta hipoalergênica pode incluir: fórmula à base de aminoácidos livres ou fórmula à base de caseína extensamente hidrolisada.

 

 

Agradecemos as informações gentilmente  cedidas pela FPIES Brasil.

 

A FPIES BRASIL é uma campanha de divulgação da Food Protein Induced Enterocolitis Syndrome (FPIES) ou Síndrome da Enterocolite Induzida por Proteína Alimentar.
O projeto foi organizado pelos pais de uma criança diagnosticada com a patologia e tem como objetivo oferecer apoio e defesa às demais crianças que se encontram em processo de diagnóstico ou já diagnosticadas.
A Campanha nasceu em parceria com a International Association for Food Protein Enterocolitis (IAFFPE) e iniciou seus trabalhos em 28/04/2014, utilizando as redes sociais como meio de conscientizar sobre a existência da FPIES, patologia ainda pouco conhecida no Mundo.
Hoje, a nossa missão é estabelecer o conceito e o uso de técnicas médicas, de nutrição clínica e inclusão social no suporte as crianças, e, para tanto, contamos com o apoio de Instituições, Associações, Médicos e Nutricionistas brasileiros.
Juntos, nosso objetivo é tornar o diagnóstico da FPIES mais rápido, esclarecer pontos conflitantes e alertar sobre  as perspectivas e precauções da patologia.
Em última análise, a FPIES BRASIL, representa as famílias e os profissionais de saúde unidos por um foco comum: impactar positivamente na vida dos pacientes e seus familiares.

 

Você pode acessar a FPIES BRASIL através da fanpage do facebook.

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply