DICAS SEM GLUTEN SEM LEITE SEM OVO SEM SOJA VEGETARIANO

Leites Vegetais #2 – Aprenda a fazer leite de inhame, nozes e gergelim

17 de fevereiro de 2016

Foto: Clodoaldo Minhaco

Texto: Babi Oliveira, revisão: Liana Macêdo

 

Quem, por alguma razão, não consome leite de vaca, sabe o quanto os leites vegetais quebram aquele galho no dia a dia.

Já trouxemos no site como fazer leite vegetal de arroz, amêndoas e avelãs e dicas de uso (clique aqui para rever esse post). Agora vamos falar sobre três outras possibilidades: leite de inhame, de nozes e de amêndoas.

Sempre é importante lembrar que os leites vegetais não substituem o leite materno; portanto, no caso de impossibilidade da amamentação por alguma razão, o indicado é utilizar as fórmulas infantis hipoalergênicas.

Para consumo em vitaminas, por exemplo, o mais indicado é revezar os leites vegetais, para que possamos aproveitar os nutrientes de diversos alimentos. Você pode, também, fazer um mix de leites vegetais para seu consumo.

 

Leite de inhame

O inhame é o queridinho em inúmeras receitas, porque ajuda a dar cremosidade em molhos, substitui o ovo em diversas receitas e seu leite vegetal tem sabor neutro, podendo ser utilizado tanto em preparações doces quanto salgadas.

O inhame ajuda a baixar os níveis de pressão sanguínea, é rico em vitaminas do complexo B, vitamina C, Potássio, Ferro e Magnésio, dá aquela força no sistema imunológico, e possui ação anti-inflamatória. Ou seja, inúmeras razões para inclui-lo no seu dia a dia! 😉

Para aproveitar melhor seus benefícios, o ideal é fazer o leite do inhame cozido em água, porque quando o cozinhamos, reduzimos seus fatores anti nutricionais e eliminamos o ácido oxálico, que dá aquela sensação de coceira do inhame cru.

Para fazer o leite de inhame é muito simples. Você vai precisar de:

  • 1 inhame descascado e cortado em cubos;
  • Água quanto baste para cozinhá-lo (descarte a água em seguida);
  • 2 xícaras e meia de água limpa.

 

Em uma panela, cozinhe o inhame em água, com a panela destampada (ele junta espuma na panela, é assim mesmo). Quando o inhame estiver bem macio, descarte a água do cozimento, coloque o inhame no liquidificador com 2 xícaras e meia de água limpa e bata bem.

Se o inhame estiver bem cozido não há necessidade de coar. Caso prefira, coe em uma peneira fina.

Em um frasco tampado, dura 5 dias na geladeira.

 

 

Leite de nozes

Para quem não tem problemas com castanhas no geral e gosta do seu sabor (como eu!) o leite de nozes é um achado, que também combina com diversas preparações doces e salgadas.

As nozes auxiliam no aumento dos níveis de serotonina (relacionado ao bom humor – sabe aqueles dias de TPM? Então….), auxiliam na redução da pressão arterial, atuam na melhora da capacidade cognitiva e mental, e é rico em cálcio, fósforo, ácido fólico e proteínas.

Para preparar o leite de nozes, você vai precisar de:

 

  • 25g de nozes sem a casca;
  • Água quente, quanto baste, para cobrir as nozes, mais 1 dedo de altura;
  • 1 xícara de água limpa.

 

 

Deixe as nozes de molho na água quente em um copo tampado por cerca de seis horas. Elas vão amolecer e inchar. Descarte a água.

Bata no liquidificador as nozes com 1 xícara de água limpa. Coe em uma peneira fina e depois num tecido de voil, caso ainda fique algum resíduo.

O leite de nozes se conserva bem em geladeira, em um frasco tampado, por 5 dias.

 

 

Leite de gergelim

O gergelim auxilia no reforço do sistema imunológico, na redução da pressão arterial e é rico em fósforo, zinco, magnésio e Ômega 3. Também é rico em cálcio e, embora vemos muitas publicações falando sobre isso, existem estudos que apontam que a biodisponibilidade do cálcio do gergelim não é boa (ou seja: o aproveitamento desse nutriente pelo organismo é baixo). A Profª Drª Silvia Cozzolino, nutricionista da USP e ex presidente da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, em seu livro Biodisponibilidade de Nutrientes, aborda esse tema com profundidade.

Muito se comenta sobre o paladar do leite de gergelim, que é um pouco amargo, realmente. Tentei algumas vezes fazer esse leite vegetal de forma que não ficasse tão amargo e a melhor forma que encontrei foi não deixá-lo de molho por mais de 1 hora. Além disso, você sempre pode misturar os leites vegetais e, dessa forma, pode suavizar o sabor e aproveitar seus benefícios.

Anota aí como preparar, é bem simples:

 

  • 50g de sementes de gergelim;
  • Água quente, quanto baste, para cobrir as sementes;
  • 1 xícara de água limpa.

 

Deixe as sementes de gergelim de molho na água quente por no máximo 1 hora (quanto mais tempo de molho, mais amargo fica). Descarte a água do molho.

Bata no liquidificador o gergelim demolhado com 1 xícara de água. Coe em uma peneira fina e se restar resíduo, coe em seguida em um tecido de voil.

Dura 5 dias na geladeira se conservado em um frasco tampado.

 

Não deixe de nos contar o que achou e como você utiliza.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply