COTIDIANO DICAS

Como inserir a criança alérgica na escola

13 de outubro de 2014

Quem é pai ou mãe de criança com alergia alimentar sabe como é difícil e preocupante o momento de a criança começar sua vida escolar. Confira dicas para lidar com esse momento, com trecho do livro Guia do bebê e da criança com alergia ao leite de vaca (página 86), da nutricionista Renata Pinotti Alves.

 

Uma das fases mais difíceis para os pais é quando os filhos precisam ir para a escola ou para uma creche.
Independente de quando isso acontece, é sempre uma cisão, pois o tempo da criança não será mais só com a mãe e é difícil delegar e confiar o cuidado com seu filho, tão pequeno e indefeso, a outras pessoas até então desconhecidas.
Esse é um processo natural que todos os pais passam. Todavia, quando a criança requer um cuidado e uma atenção ainda maior, como ocorre com crianças com alergia alimentar, o que era apenas um receio pode se tornar algo assustador se não houver a condução certa durante o processo.
É importante que os pais conversem com o diretor, os professores que ficarão com a criança e os responsáveis pela merenda ou pela cantina da escola.
Os pais deverão entregar para a escola um material por escrito com todas as informações necessárias ao cuidado da criança, pois assim os funcionários se sentirão mais seguros em acolhê-la.

 

Dados que precisam constar no relatório para a escola:
– Diagnóstico da criança.
– A relação dos alimentos que não deverão ser oferecidos.
– A fórmula que a criança deverá receber com os horários e a diluição recomendada.
– A orientação de como ler o rótulo dos alimentos antes de oferecê-lo à criança e os cuidados com contaminação cruzada durante o preparo.
– O nome e os horários dos medicamentos, caso a criança esteja usando algum.
– Os cuidados que deverão ser tomados caso haja ingestão acidental de alimentos com os alérgenos, junto com os telefones de contato dos pais e do médico da criança.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply